SEO para ecommerce: saiba como isso ajuda nas vendas

Se você é lojista e quer aumentar as vendas da sua loja virtual, já deve ter pensado em investir em anúncios pagos. Apesar de ser um bom investimento, não é o único fator responsável pela geração de tráfego no site – SEO para ecommerce também desempenha um papel essencial.
Muito pelo contrário, segundo um levantamento feito pela SemRush e Web Estratégica, a maior fonte de tráfego de lojas menores é vinda do tráfego orgânico, chegando a 65%.
Mas para que isso ocorra é necessário que o site cumpra umas regrinhas de otimização de conteúdo do Google e é isso que vamos exemplificar a seguir, através do SEO para ecommerce.

Google SEO ecommerce: com as estratégias de marketing de SEO para ecommerce, o tráfego orgânico da sua loja virtual poderá aumentar exponencialmente
Google SEO ecommerce: com as estratégias de marketing de SEO para ecommerce, o tráfego orgânico da sua loja virtual poderá aumentar exponencialmente. | Foto: Freepik.

Se o número de compradores online aumentaram nos últimos anos, durante a pandemia do Covid-19 aumentaram mais ainda. No período de isolamento, comprar online se tornou mais que uma opção e sim uma necessidade. 

 

O número de compradores durante a crise do Covid-19 chegou a 5,7 milhões, tornando a concorrência enorme entre o e-commerce. Por isso, se você quiser se destacar é necessário que você fale a língua do Google através do SEO para ecommerce.

O que é SEO?

SEO é a sigla em inglês para Search Engine Optimization, em português Otimização dos Mecanismos de Busca. Trata-se de um conjunto de técnicas de Marketing aplicadas em páginas da Web.

Essas técnicas também são reconhecidas pelos Googleboots, os robôs do Google que são responsáveis por analisar o conteúdo e rankear às páginas que proporcionam uma experiência de qualidade ao usuário, ou seja, se o seu conteúdo possui o que o usuário procura.

Por que investir em SEO para ecommerce?

Quando procuramos algo no Google tendemos a clicar nos primeiros resultados certo? Segundo uma pesquisa do Google, 75% das pessoas não saem nem da primeira página.

Com as técnicas de SEO para ecommerce você atrai tráfego orgânico com foco em vendas, aumentando a sua autoridade através de um conteúdo de qualidade e otimizado diminuindo os gastos com tráfego pago.

Princípios do SEO para ecommerce 

A seguir veja algumas regras básicas de uma boa aplicação de SEO para ecommerce.

Venda mais com o SEO para ecommerce.
Venda mais com o SEO para ecommerce. | Foto: Unsplash.

KW no funil de vendas

Essa é a primeira etapa do funil de vendas, a escolha da Keyword, em português palavra-chave. A palavra-chave nada mais é que o termo ou frase usada nos buscadores.

Obviamente, há algumas mais buscadas que outras e na infinidade de termos possíveis você pode encontrar as frases mais certeiras e aplicativos como Keyword Tool e SemRush.

Os termos (palavras-chave de cauda curta) geram milhares de resultados de pesquisa pois não são nada específicos, o que pode dificultar o ranqueamento da loja.

As frases (palavras-chave de cauda longa) por serem mais específicas geram mais conversões devido a tendência de virem de usuários mais decididos e de a quantidade de resultados ser menor.

Por isso, opte pelo nome do produto e a descrição dele na frase, como: “Modelador de cachos ‘marca tal’ 15mm”.

A Keyword deve estar presente em tudo: 

  • Títulos e subtítulos
  • Meta-descrição
  • Legendas das imagens
  • Descrição do produto 

Tag Title  

O título (tag <title>) é o primeiro contato que a pessoa tem com o seu conteúdo. Coloque a palavra-chave logo no início do título para que seja facilmente identificada e chamem a atenção do usuário. Não ultrapasse os 60 caracteres para que não apareça reticências no título, tornando a sentença não identificável de cara.

Heading Tags

São os códigos que definem os títulos e subtítulos no decorrer do texto.

O H1 é o primeiro título dentro do texto e costuma ser igual ao título do buscador ou parecido e trata-se do assunto principal.

H2 e H3 podem possuir palavras chaves complementares e relacionadas ao produto.

Meta Descrição

É a descrição que fica embaixo do título na página de busca. É esse pequeno texto uma das principais técnicas de SEO para ecommerce responsáveis por atrair visitantes à sua página.

Nesse trecho, o usuário avalia rapidamente se aquela página contém o que ele procura e se vale a pena entrar ou não. Então para que haja uma boa taxa de tráfego você precisa de uma meta-descrição atraente e que contenha a palavra-chave.

Lembrando que a meta-descrição não deve ser ilusória, os googlebots estão sempre alertas e punem as páginas que tentam driblar as regras de SEO.

Mantenha o texto entre 140 a 160 caracteres pois apesar do texto descritivo ser importante, um texto grande demais irá aparecer incompleto e com reticências deixando a pessoa com dúvidas.

Descrição dos Produtos

Você não pode simplesmente vender uma geladeira. O possível comprador com certeza irá se interessar pelo modelo, tamanho, marca, voltagem e outros detalhes antes de decidir se aquela é a geladeira certa.

Por isso não poupe na descrição e evite copiar os concorrentes em sua estratégia SEO para ecommerce. Use uma descrição interessante e objetiva com informações e sugestões de uso, detalhes técnicos e imagem ilustrativa.

 

Use no campo descritivo as palavras-chaves principais e secundárias (que complementam a principal com informações importantes). Nunca force o uso de palavras-chave! Use de forma natural e coerente, os algoritmos não rankeiam páginas que usam técnicas de SEO sem precedentes.

Linkagens

As linkagens internas são importantes em sua estratégia SEO para ecommerce pois ajuda o usuário a encontrar produtos relacionados que possam interessar ao seu visitante como, por exemplo, um mesmo tipo de produto mas com a marca diferente, produtos da mesma linha ou produtos que possam ser usados em conjunto.

O Google gosta de links internos pois mantém o usuário mais tempo no site, demonstrando sua relevância e aumentando a chance de compra. Reiterando que os links devem ser RELACIONADOS.

Sempre atualize as linkagens internas quando entrar ou sair um produto do estoque.

URL’s 

A URL indica o assunto principal da página, por isso descreva claramente e objetivamente o conteúdo da página.

Categorias e Subcategorias

Se tratando de estratégia SEO para ecommerce, lembre-se que uma página organizada melhora a experiência do usuário, tornando-a mais agradável e facilitando o processo de compra.

Por isso, sempre adicione “menus” em seu site com subcategorias de produtos para que a pessoa possa “passear com o olhar” e encontrar facilmente o que procura.

Categorias e Subcategorias 

Quando falamos de estratégia de SEO não podemos nos esquecer das categorias e subcategorias. Estruturá-las de forma clara, com categorias claras e que contenham descrições que realmente condizem com o produto apresentado. 

 

É importante que cada descrição contenha as palavras-chaves adequadas e que não sejam simplesmente cópias de categorias dos concorrentes. Para que sejam efetivas, e vendam, precisam ser pensadas para o seu cliente. 

Imagens

Obviamente, muitas pessoas procuram produtos por imagens gerando um enorme tráfego orgânico, o que leva a necessidade de imagens também otimizadas em sua estratégia de SEO para ecommerce.

No nome original do arquivo utilize “palavra-chave +.jpg” ex: geladeiradetalmarca.jpg e tag <alt text> contendo a palavra-chave principal.

Agora que você já sabe como fazer SEO para ecommerce talvez você tenha alguma outra curiosidade em relação ao Marketing digital. O Fala Content é uma plataforma que entrega conteúdo com qualidade para sua empresa ter uma excelente performance no digital.