SEO: Como funciona e como contratar

O que te fez estar lendo esse texto nesse momento é a prática do SEO e isso mostra o porquê uma boa consultoria é tão importante. Mesmo que de forma involuntária ou ingênua, usar o SEO para ganhar visitas é fundamental para uma empresa, aumentando o tráfego orgânico e o número de leads do canal. 

Ter um SEO de qualidade pode custar um alto valor no presente, mas o retorno futuro é de longa duração, pois um conteúdo pode ser útil no momento que ele é postado e anos após a postagem também.

A Consultoria SEO é necessária?

Antes de sair gastando dinheiro da empresa é preciso entender se ela realmente precisa contratar uma consultoria de SEO, pois mesmo que na equipe tenham pessoas que entendam sobre o assunto, às vezes a empresa ainda não está no patamar de ter um SEO. 

Por isso, é vital se perguntar: a empresa já tem vendas? O produto já está validado pelo mercado? É possível ver resultados a longo prazo? A marca tem dinheiro para sustentar um investimento constante? Existe pelo menos um profissional de marketing? Seu site é considerado de qualidade? Se qualquer uma dessas perguntas forem negativas é porque a empresa ainda não está no estágio de contratar uma consultoria de SEO. 

Para uma empresa se dar bem com o SEO é preciso ter capacidade de investir, responsabilidade digital e ter paciência para resultados a longo prazo.

Rotinas do trabalho de SEO

Para que o profissional de marketing tenha sucesso no seu trabalho com o SEO é preciso fazer uma boa pesquisa e análise de mercado e do seu público-alvo,  promover mudanças SEO no canal digital, promover mudanças SEO fora do canal digital, ter uma comunicação clara e com atualizações constantes, desenvolver conteúdos de qualidade e que interessem o público-alvo da empresa e fazer experimentos e testes com as estratégias adotadas. Além disso, é necessário se apoiar nos pilares fundamentais da estratégia SEO, que são a otimização do site, produção de conteúdo e conquista de backlinks.

Para que o site seja considerado de boa qualidade é necessário que se entenda o que está sendo mais buscado nos mecanismos de busca, e por isso -pelo desenvolvimento do google- que o canal precisa se ater a responder aos clientes que mandam dúvidas e que precisam de informações, ter uma velocidade de carregamento avançada, pois as pessoas não costumam se manter conectadas em sites lentos e ter uma fácil navegação, com uma boa interface e ter os conteúdos expostos de forma clara. 

A otimização do site é dividida em duas: a otimização inicial (auditoria do site atual, levantamento de erros, problemas e oportunidades e realizar ajustes no canal) e a otimização recorrente (monitorar indicadores como velocidade, tempo gasto no site, etc e realizar correções e otimizações mentais).

Avalie se os resultados estão sendo positivos ao contratar uma empresa de SEO. | Foto: Unsplash.

A produção de conteúdo precisa ser exatamente o que as pessoas buscam, por isso é fundamental estar antenado no que elas (público-alvo do seu nicho) têm pesquisado, já que isso será o conteúdo que trará mais visitas ao seu site. Por isso, o ideal é buscar pelo público-alvo, sua intenção de busca, as palavras-chave que são mais usadas e a jornada de compra do cliente. Dessa forma, a rotina consiste em fazer um planejamento da parte escrita e visual, além de criar um equilíbrio na quantidade e na qualidade.

Backlinks são links espalhados, externos, que levam o leitor para o seu site. Esses links são gerados de acordo com fatores de ranqueamento dos quais são analisados se seu site é relevante o suficiente para sanar as dúvidas das pessoas, fazendo com que a reputação da empresa melhore. Com isso, há um progresso no tráfego orgânico, tendo em vista que o site irá subir no mecanismo de buscas, trazendo mais leads. 

Neste caso, a rotina é conhecer plataformas consideradas relevantes e aprender com elas o que está trazendo leads, em adição a criação de um relacionamento com esses canais, abrindo portas para backlinks nesses sites colaboradores. Só cuidado para não cair em backlinks tóxicos, que não são relevantes, que vêm de sites não confiáveis, que não tem potencial de tráfego ou são artificiais.

O planejamento e controle é um pilar importante na rotina, pois seu objetivo é acompanhar os resultados do tráfego orgânico, dos leads orgânicos e do ROI (que é um cálculo do retorno do investimento menos o custo do investimento dividido pelo custo do investimento). 

Os cenários mais comuns

Alguns cenários comuns acabam chegando na decisão de contratar ou internalizar o trabalho do SEO. Por isso, antes de tomar essa decisão é preciso entender o que leva a cada contexto. 

A internalização leva à: empresa centralizadora, empresa que quer ter conhecimento interno e empresa que não confia nos fornecedores. Já a contratação leva à: empresa estruturada, empresa descentralizadora e empresa sem conhecimento. É notório que nenhum dá a certeza de que irá funcionar, isso porque não depende da contratação ou da internalização, e sim de fatores mais específicos de cada empresa, uma vez que cada empresa tem suas peculiaridades.

Avaliando a contratação

Antes de escolher, é fundamental saber as vantagens e as desvantagens de fazer uma contratação. São elas:

  • Vantagens: terceirização de custos, menor curva de aprendizado e resultados mais rápidos. 
  • Desvantagens: precisa ter confiança na agência contratada, não constrói conhecimento interno e é mais difícil de fiscalizar a produção. 

Dessa forma, aqui estão presentes os cenários ideais por fazer um SEO com uma agência: contratando uma consultoria SEO, sendo um trabalho terceirizado que demanda menos conhecimento da equipe, não tem fiscalização da diretoria, o foco é no resultado e não no marketing, entre outros; não contratando uma consultoria SEO, sendo possível trabalhar mais o marketing, a equipe passa por uma capacitação para aprender a lidar com SEO, não existe risco em demorar a ter resultados, etc.

Erros comuns ao escolher

É preciso se atentar a alguns erros comuns, nomeadamente empresa centralizadora, ou seja, a empresa tem costume de trabalhar com uma estrutura própria (internalização), empresa sem know-how interno, ou seja, com especialistas em SEO na equipe (internalização), empresa fiscalizadores, ou seja, não confia na agência contratada (contratação) e empresa sem conhecimento, ou seja, sem maturidade digital (contratação).

Os resultados 

É importante medir os resultados para ver se está compensando o SEO, e isso pode ser feito por um estabelecimento de indicadores de tráfego orgânico, de leads e do ROI, definindo metas a serem cumpridas, gerando prazos e mantendo uma constância e, por fim, formalizando tudo isso.

Para saber mais sobre a prática de SEO e outros assuntos relacionados, acesse o Fala Content e conheça seus serviços. 

[/fusion_text][/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]