O que é análise de concorrentes e por que fazer isso?

Não é novidade que um dos principais desafios no campo empresarial brasileiro, especialmente em uma época de incerteza econômica, quando a obtenção de novos clientes se torna mais complexa, é conquistar espaço em um mercado super competitivo. Por essa razão, é muito importante ter uma mínima noção do que as empresas concorrentes estão fazendo, através de uma análise de concorrentes bem estabelecida. 

Nesse artigo, iremos apresentar técnicas para análise de indústrias e da concorrência, que envolve mais do que somente conhecer os produtos e os preços estipulados dos seus adversários.

Ter um planejamento estratégico e análise de concorrentes, é essencial para o seu negócio!
Ter um planejamento estratégico e análise de concorrentes, é essencial para o seu negócio! | Foto: Freepik.

O que é análise de concorrentes?

Primeiramente, é importante saber, de modo íntegro, o que é a análise de concorrentes: A análise de concorrentes, também denominada análise de mercado, consiste em um estudo sobre o que as demais empresas, que atuam no mesmo setor que a sua, estão oferecendo à clientela, como realizam sua gestão empresarial e como são enxergadas pelo público e por potenciais clientes. 

Essa é uma atividade essencial para as fases de planejamento e de gerenciamento de vendas, visto que possibilita: 

  • Aprimorar as tomadas de decisão, baseando-se em boas práticas;
  • Definir riscos e oportunidades que te oferecem a possibilidade de impulsionar ou prejudicar as suas vendas.

No geral, as práticas referentes à análise de concorrentes estão inseridas em um conjunto de atividades maior, denominado inteligência comercial.

Estabelecer metas e objetivos particulares é sempre muito importante. Saiba mais estratégia competitiva técnicas para análise de indústrias e da concorrência.
Estabelecer metas e objetivos particulares é sempre muito importante. Saiba mais estratégia competitiva técnicas para análise de indústrias e da concorrência. | Foto: Freepik.

Como começar a análise?

De certo, você já deve estar imaginando alguns nomes particulares, mas essa etapa exige um pouco mais de atenção. Estabelecer quem compõe o grupo de sua concorrência, em sua estratégia de conteúdo, compreende mais do que traçar um mapa das organizações empresariais que competem de modo direto pelo mesmo mercado que você. 

No geral, as empresas que comercializam um produto/serviço parecido com o seu também são concorrentes na elaboração de conteúdo relevante. Afinal de contas, assim como você, a concorrência está lidando com uma persona muito específica, podendo ser até a mesma que a sua. 

Entretanto, para uma análise total e íntegra de concorrência em uma estratégia de conteúdo, é necessário levar em consideração as empresas que elaboram conteúdo voltados especificamente para a mesma persona que a sua, independente dos produtos/serviços serem ou não serem competidores diretos. 

Ou seja, estes serão os seus concorrentes de conteúdo. E, por onde começar o processo de identificá-los? Bom, a resposta para essa pergunta pode ser encontrada no Google. Dessa forma, realize uma pesquisa pelas palavras relevantes principais de topo, meio e fundo de funil para a sua persona. Quais empresas possuem o maior destaque?

Não se esqueça de seus concorrentes diretos que estão atrasados no sentido de criação de conteúdo. Apesar de terem pouca participação nos resultados de busca, eles estão em busca da mesma fatia de mercado que você está e são dignos de sua atenção. 

Tendo como fonte essas análises, faça a sua lista de concorrentes com aqueles que você obrigatoriamente necessita monitorar. Apesar de aparentar ser muito difícil realizar uma análise tão complexa com tão poucos recursos, esta não é uma atividade tão complexa de ser feita. 

O mais recomendado é que haja uma pessoa ou grupo de pessoas dedicadas a esse tipo de análise e as demais a serem desenvolvidas dentro do campo de inteligência competitiva. Porém, se porventura isso ainda não for possível de ser estabelecido dentro de sua empresa, você deve se preocupar em adotar as etapas a seguir no momento de criar um novo planejamento que pondere um panorama mais amplo sobre o mercado. 

Saiba como fazer a análise de concorrentes através das seguintes etapas:

Estudar os seus concorrentes é fundamental para tomar decisões que tragam resultados para sua corporação
Estudar os seus concorrentes é fundamental para tomar decisões que tragam resultados para sua corporação. | Foto: Unsplash.

Defina seus objetivos:

Todo estudo ou pesquisa precisa de objetivos elucidativos, a serem atingidos durante a sua execução.

Não definir esses objetivos logo no começo do trabalho, pode ocasionar em tempo perdido em cima de dados inúteis ou, na pior das hipóteses, na falta ou ausência das informações mais relevantes. Portanto, neste grau de sua análise de concorrentes, tente estabelecer algumas preferências no momento de realizar o estudo do mercado. 

Alguns exemplos a serem citados são:

  • Ter uma resposta definitiva com melhor posicionamento para estabelecer preços dos seus serviços ou produtos;
  • Aprimorar a visibilidade da sua marca, sendo reconhecida como a corporação que oferece o melhor atendimento aos clientes;
  • Alcançar novos clientes dentro da base ativa da concorrência, reconhecendo os pontos menos fortes de seus produtos e serviços.

Esse tipo de objetivo será o responsável por guiar toda a análise de concorrentes a ser realizada, dando instruções sobre o tipo de dados que devem ser coletados e sobre quais precisam ser as linhas de conclusões a serem manifestadas.

Escolha critérios

Após estabelecidos os objetivos de uma análise competitiva, chegou o momento de criar uma lista com todos os dados e informações que precisam ser coletados sobre cada um dos concorrentes.

É indicado a criação de formulários somente com o que será importante para o alcance do objetivo, nada além disso. Do contrário, existe um enorme risco da análise demorar mais tempo de ser finalizada e, durante esse período, a sua marca perder boas oportunidades empresariais.

Abaixo, você pode ver algumas das informações que mais costumam ser pesquisadas dentro de uma análise competitiva:

  • Dados referentes à fundação e gestão da empresa;
  • Quantidade de funcionários;
  • Faturamento do último ano;
  • Principais produtos e serviços;
  • Política de preços e descontos;
  • Market Share;
  • Diferenciais no mercado comercial;
  • Táticas de marketing e comunicação.

Levante dados

Chegou a hora de, enfim, produzir a análise de concorrentes e sobre sua atuação.

O ideal é que exista um intervalo de tempo muito bem estabelecido para isso, visto que estratégias de vendas, marketing e comunicação podem se alterar em virtude de campanhas e  eventos sazonais – tais como Natal ou Férias, por exemplo.

Fique de olho nas estratégias do seu concorrente!
Fique de olho nas estratégias do seu concorrente! | Foto: Freepik.

Faça a análise de seus concorrentes

Para fazer a análise de concorrentes, é importante saber a fundo qual é a estratégia de conteúdo de cada um. Isso deve ser feito levando em consideração os seguintes fatores:

Análise da concorrência forças de porter.
Análise da concorrência forças de porter. | Foto: Freepik.

Canais

Investigue em quais canais as empresas concorrentes publicam conteúdo. É fundamental saber se elas têm mais de um blog, se publicam artigos e outros materiais de relevância em seu site, se possuir uma conta no YouTube, se promovem Webinars (e onde os transmitem), se elaboram material inédito para alguma rede social ou qualquer outro meio de comunicação que seja capaz de receber conteúdos.

Nesse sentido, é importante saber algumas ferramentas para análise de concorrentes. O Similarweb é uma ferramenta de graça para te auxiliar a compreender quais canais levam tráfego de visitantes orgânicos para o site de seu concorrente. Ela possibilita traçar um mapa de qualquer domínio e fornece informações como tráfego (em um prognóstico aproximado), tempo no site, páginas por acesso e fontes de tráfego. 

Além de expor a origem das visitas que um domínio adquire, você pode ainda constatar as fontes separadas por segmento. Por exemplo, há a possibilidade de saber com precisão de quais redes sociais vêm os acessos com origem em mídias sociais. Através disso, você terá um cenário de onde seu concorrente opera e quais nichos específicos ele procura alcançar.

Quanto maior for a diversidade de canais, melhor será para sua empresa!
Quanto maior for a diversidade de canais, melhor será para sua empresa! | Foto: Unsplash.

Tipo de conteúdo

Esquematize toda a criação de conteúdo de seu concorrente, buscando definir quais tipos de conteúdo são elaborados para cada canal. 

Alguns dos mais usuais são: 

  1. Blog posts;
  2. Ebooks;
  3. Webinars;
  4. White papers;
  5. Vídeos;
  6. Listas;
  7. Infográficos;
  8. Reviews;
  9. Tutoriais;
  10. Estudos de caso;
  11. Entrevistas;
  12. Pesquisas;
  13. Templates;
  14. Ferramentas.

 Cada tipo de conteúdo apresenta uma meta específica estratégica e compreender como seu concorrente organiza seus investimentos para produção de conteúdo, revelava um pouco sobre seu planejamento de marketing. 

Frequência de postagens

Faça um mapa do número de conteúdos que seu concorrente tem em cada canal e com qual frequência ele divulga novas postagens. Para monitorar seus lançamentos é fundamental seguir suas redes sociais e acompanhar o blog e as newsletters.

Ademais, este monitoramento revelará de que maneira seu concorrente está orientando seus investimentos e esforços por mês.

Tópicos

Busque compreender quais os tópicos que seu concorrente inclui nos conteúdos. Pense a partir de uma concepção macro, identificando os temas mais abrangentes e segmente em categorias mais específicas na medida em que for possível. No geral, empresas focam sua criação de conteúdo em tópicos que seu produto/serviço proporciona e tem como ponto de destaque, ou seja, forte.

Conforme os tópicos de primeira relevância vão se expirando, as corporações iniciam a criação de conteúdos sobre seus pontos fracos ou temas que não estão diretamente ligados com o seu produto. 

Neste sentido, a ferramenta gratuita SEMrush é muito útil para a análise de concorrentes. Ela possibilita uma avaliação de quais são as principais palavras-chave que seu concorrente ranqueia e, ao fazer isto, tem-se a possibilidade de identificar os tópicos que são mais levantados.

Além disso, você pode organizar as palavras-chave conforme a posição nos resultados de pesquisa que seu concorrente ocupa, volume/dimensão de busca, tendência, entre outras possibilidades. Isto te revelará muito sobre os tópicos mais citados e a qualidade dos conteúdos produzidos. 

Como trabalhar com conteúdos competitivos?

Em um mercado cada vez mais competitivo, é necessário desenvolver a habilidade de criar estratégias para ganhar da concorrência e fazer com que seu negócio cresça. 

O segredo para o sucesso do seu negócio não está em ir em busca de um mercado com a ausência de concorrentes, mas sim de como você estabelece a posição que o seu empreendimento irá ocupar nesse mercado – por mais lotado que ele esteja. Dessa forma, para obter êxito em seu negócio, torne o processo de análise de concorrência em algo formal e que realmente esteja inserido nas atividades de planejamento e de gerenciamento comercial. 

Somente assim será possível identificar as novas oportunidades de atuação e se precaver dos riscos que podem ocasionar em perda de clientes, além de incentivar a inovação de modo intrínseco às práticas de organização.

Destarte, se a sua organização empresarial ainda não enxerga para os concorrentes de maneira delineada, já chegou o momento de começar! Assim, sendo o planejamento estratégico empresarial um documento formal, em que estão situados as metas das empresas e as ações que precisam ser efetuadas para que a corporação seja capaz de atingi-las, é muito importante que aconteça um alinhamento entre esse planejamento estratégico e a análise de concorrência.

O setor de vendas também deve trabalhar para que essas metas sejam alcançadas. Assim, é importante fazer um planejamento de vendas em que todas as metas, objetivos e ações específicas que a equipe comercial deve fazer estejam em concordância.

Por fim, confira, agora, algumas dicas para criar um conteúdo competitivo:

A partir da análise de concorrentes, é possível criar conteúdos de mais qualidade e direcionados ao seu público-alvo!
A partir da análise de concorrentes, é possível criar conteúdos de mais qualidade e direcionados ao seu público-alvo! | Foto: Freepik.

1. Qualidade antes de quantidade

Certifique-se de fornecer um conteúdo bem escrito com informações relevantes e precisas, com o intuito de atrair e reter visitantes.

2.Análise de concorrentes

Faça uma análise daquilo que o seu concorrente produz.

3.Foque em seu público-alvo

Além de analisar o seu concorrente, procure focar no seu público alvo, para não deixar de cuidar do seu próprio negócio.

4. Sua marca não é o foco

A ideia principal do marketing de conteúdo não é se autopromover a qualquer custo. Aliás, em muitos artigos, nem sequer o nome da organização é citado. O objetivo principal é informar e ajudar o cliente a encontrar soluções para os problemas cotidianos ligados ao setor de seus produtos e serviços e fornecer orientações para que eles, de fato, entendam o que a sua empresa tem a oferecer.

5. Utilize as técnicas SEO

Não deixe de utilizar as técnicas de SEO ao seu favor e impulsionar o seu site.

6. Diversifique seus canais de transmissão de conteúdos online

Vale destacar que é necessário dedicar uma atenção especial para configurar seu conteúdo, conforme cada canal. Afinal, não é recomendado apostar todos os seus investimentos em apenas um meio de comunicação.

7. Divulgue sempre o seu conteúdo

Quanto maior for a visibilidade, maior será o engajamento e, portanto, melhor será para a sua empresa!

Além dessas dicas, também há outras:

  • Utilize a linguagem de seu público-alvo;

  • Seja transparente em seus objetivos;

  • Faça uma análise constante dos dados, de modo a sempre aprimorar a sua estratégia de conteúdo on-line.

Se você seguir essas dicas, com certeza sua empresa terá conteúdos com diferencial competitivos!

A resiliência e a perseverança são essenciais para alcançar o sucesso!
A resiliência e a perseverança são essenciais para alcançar o sucesso! | Foto: Unsplash.

Como o Fala Content pode te ajudar nesse processo? 

O Fala Content é um blog feito por universitários qualificados e capacitados de todo o país que, ao receberem as devidas orientações, produzem conteúdos significativos e eficazes em técnicas SEO e ranqueamento orgânico para o site do seu empreendimento. 

Além disso, através dos artigos do Fala Content, saiba como indexar palavras no Google, gerar novos leads, ampliar suas vendas e, através das técnicas SEO, assegurar que seu site esteja situado nas primeiras colocações dos mecanismos de busca, para assim você vislumbrar seus negócios indo em direção ao sucesso. Com os recursos do Fala Content você irá se fascinar com o aumento da autoridade do seu site em sua área de atuação!

Pode ter certeza que o Fala Content irá te proporcionar os melhores conteúdos para você atrair cada vez mais clientes para seu negócio, abordando materiais que vão além dos benefícios de realizar uma detalhada análise de concorrentes. Afinal, a criação de conteúdos altamente qualificados e em larga escala com custos reduzidos você só encontra no Fala Content. 

Isso sem levar em consideração o atendimento humanizado, com reuniões frequentes e contato sem intermediações e direto via e-mail e WhatsApp. Acesse a plataforma, faça uma análise de concorrentes e se surpreenda positivamente!

[/fusion_text][/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]