Migrar site no wordpress: como fazer da forma certa?

02Tomar a decisão de migrar site WordPress é difícil, mas geralmente se faz valer. Esta ferramenta de gerenciamento de sites tem a confiança de milhões de usuários. Isso se deve ao fato de poder dar possibilidades mais profissionais ao portal, além de permitir um uso e organização bastante intuitivo.

A saber, esta forma de gestão de conteúdo é usada desde blogueiros até os sites famosos como o New York Times. Desse modo, este artigo se dedica a falar sobre como fazer essa migração de site.

No artigo de hoje aprenda como migrar site WordPress e a importância disso. | Foto: Unsplash.
No artigo de hoje aprenda como migrar site WordPress e a importância disso. | Foto: Unsplash.

Conheça o tipo de site

Primeiramente, é necessário classificar em qual categoria seu site se encaixa para depois definir como migrar site. A princípio existem dois tipos de site: o site com plataforma CMS e o site estático. 

 

Antes de mais nada, vale explicar o que é a Plataforma CMS, ela nada mais é do que a plataforma de gerenciamento de conteúdo. Muitas vezes, previamente à migração de site, o endereço já é gerenciado por uma, mas quer experimentar ou se fixar no WordPress.

Enfim, para um site que já utiliza um gerenciador de conteúdo, pode-se usar uma extensão do WordPress chamada Codex WordPress, esta ferramenta é onde encontram mais de 50 tutoriais de migração de site . Se o seu CMS prévio já está listado nesta extensão, basta seguir os passos indicados e isso facilita a hora de migrar site.

Já na hora de entender como migrar um site estático, precisamos levar em consideração outras variáveis. Você terá de fazer essa transição de maneira manual, o que pode ser um pouco mais demorado e trabalhoso. Contudo, essa sessão de fazer você mesmo pode te trazer conhecimentos fundamentais de funcionamento e possibilidades da plataforma.  

Planeje sua migração 

Depois de feita esta distinção, o dono do site já pode construir e desenhar como vai migrar site. Esse processo tem vários passos, que abordaremos mais cuidadosamente a partir daqui.

Reorganize conteúdos

Então, para facilitar a explicação, precisamos delimitar duas referências importantes para migração de site: o site atual e o site destino. O site atual é o site que irá passar pela migração, ou o site em outra plataforma de CMS ou o site estático. Já o site destino é o que estará no WordPress, ou seja, o site em um modelo  que ainda não saiu do papel. 

Dito isso, é necessário levar em consideração que o dono do site deve decidir o que é post e o que é página no site destino. Se você não sabe a diferença entre essas duas coisas, terá de se aprofundar um pouco no tema. Porém, resumidamente, a página é algo que fica fixo no site, como cardápio e o seu contato. Já o post diz respeito a novidades em termos de conteúdo.

Escolha a hospedagem

Um dos grandes passos de como migrar um site para WordPress é a hospedagem. Em um ambiente compartilhado, é necessário encontrar alguns componentes básicos como php e Mysql. 

Boa parte das empresas que se hospedam de forma compartilhada – como hostgator e bluehost, por exemplo, usam esses componentes. Já outros como o Siteground ajudam na migração de site oferecendo hospedagem específica para WordPress com preço de compartilhamento.

O próprio WordPress.com tem um serviço de hospedagem, serviço esse que oferece restrições e também algumas vantagens. Por fim, se você tem um grande tráfego de usuários, se recomenda a ferramenta Cloud Computing. Basicamente esse sistema armazena dados na internet, ou seja, na nuvem. Assim, na hora da migração de site não precisa do preenchimento de memória

Planeje a estrutura 

De antemão, quando o assunto é migrar sites, planejar a estrutura é muito importante. Na hora da migração de site, é necessário prestar atenção na instalação de diretórios. Se planeja usar o WordPress como um blog separado do site principal, pode instalar em uma pasta secundária ou em um subdomínio

Além disso, o menu de navegação também precisa ser considerado para se ter um melhor SEO e experiência do usuário. Para migrar site de uma melhor forma, é preciso imaginar um menu que seja fácil de usar de forma intuitiva

Fique de olho no SEO 

Durante o processo de migrar site WordPress, entender como fazer SEO bem é peça-chave para que seu site possa ser notado através dos mecanismos de busca. Assim, ficar atento às mudanças do SEO durante a migração de site é importante. Usar Meta Descrição é um bom caminho para aumentar esses melhoramentos.

Escolha o tema

O visual também precisa ser considerado na migração de site. Primeiramente, para migrar site, precisa se definir se esse  tema vai ser gratuito ou premium. Se for de graça, o dono do site precisa se certificar de que é de um local confiável como o próprio WordPress. O premium, por outro lado, tende a ser trabalhado mais cuidadosamente e se encaixar em inúmeras ideias.

Além disso, o site não pode ter lentidão no carregamento por causa do tema. Isso pois o SEO e a experiência do usuário é prejudicada. Por isso, quando se vai migrar site, é necessário testar a velocidade do tema com alguns programas.

Backups e Segurança 

Ter um backup dos arquivos do portal quando vai migrar site é de extrema importância e pode ser a salvação para o dono do site. Então quando se pensa em migrar site atual para WordPress, ter um segundo local com arquivos é imprescindível.

Ao passo que a segurança também é um dos pontos fortes do WordPress. Apesar de ser algo relativamente deixado de lado por iniciantes em como migrar um site, isso é essencial. Para suprir essa necessidade, o WordPress periodicamente lança plugins para aumentar a segurança digital da plataforma.

Faça a migração

Agora que você já sabe a importância de fazer uma transição cuidadosa ao migrar site WordPress. Se faz mais do que necessário o acompanhamento de uma equipe especializada. Para isso, você pode entrar em contato com a Fala Content. Empresa que é especializada em SEO e migração de site. Por fim, a equipe do Fala tem alguns cases de sucesso com resultados relâmpagos.