HTTPS: entenda a diferença com o HTTP

Ao tentar acessar algum site, é muito provável que você tenha reparado que no endereço eletrônico, antes mesmo do “www”, existe a inicial HTTP ou HTTPS. E deve ter notado também que, em alguns sites, aparece na barra de um cadeado, enquanto que em outros ele não aparece. Mas, o que isso significa? O que é HTTPS e HTTP? Qual a diferença entre HTTP e HTTPS? Continue lendo esse artigo para saber as respostas dessas perguntas.

saiba o que é https
Saber o que é https pode trazer resultados positivos para seu negócio! | Foto: Freepik.

O que é HTTPS?

Afinal, o que é HTTPS e para que serve? Bom, HTTPS é a sigla para Hypertext Transfer Protocol Secure que, traduzindo para o português, significa: Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro. 

A finalidade principal do código é assegurar que a URL acessada, ou seja, o endereço eletrônico, realmente tenha uma conexão segura entre os servidores que abrigam um site e o seu aparelho. 

Isso significa que, quando uma conexão é caracterizada como HTTPS, ela apresenta uma criptografía específica que impossibilita que as informações sejam interceptadas, de modo a aumentar a segurança da navegação. É como se existisse uma espécie de código que somente o servidor e o cliente soubessem, evitando as ações de hackers nos dados. 

Isso sem levar em consideração que a conexão segura é capaz de identificar as páginas da internet através de um Certificado SSL, o que torna mais fácil o seu reconhecimento.

O que é o protocolo HTTPS?

Agora que você já sabe o que é HTTPS, está na hora de saber o que é o protocolo HTTPS.

https e protocolo SSL
O protocolo SSL realiza a criptografia da transmissão de dados entre o seu dispositivo e um servidor. | Foto: Freepik.

 

O protocolo HTTPS é realizado através da criptografia de dados, isto é, para que a troca de informações seja segura, ambos servidores precisam ser autenticados. Atualmente, essa é a versão de protocolo considerada uma das mais seguras. Isso porque um site precisa ter um Certificado de segurança SSL – Secure Socket Layer para validar o HTTPS da página.

O protocolo SSL realiza a criptografia da transmissão de dados entre o seu dispositivo e um servidor. Assim, o HTTPS possibilita o sigilo das nossas informações no processo de troca de dados entre um navegador e um servidor.

Ele é fornecido por uma Autoridade de Certificação (Certification Authority), que certifica se o endereço web realmente refere-se à sua organização ou proprietário. E é exatamente esse Certificado que criptografa todos os dados trocados dentro da página, trazendo segurança e privacidade para o usuário. 

É por essa razão que, quando um determinado site não tem o protocolo HTTPS, é exposto um ponto de exclamação antes da URL, na qual o navegador comunica ao usuário que a navegação não é totalmente segura.  

Caso contrário, quando um site possui o protocolo HTTPS, um cadeado é exposto antes do HTTPS, evidenciando que a navegação é protegida e que o site tem um certificado válido que ratifica a segurança do usuário ao entrar nele. 

Dessa forma, a primeira etapa para colocar um HTTPS em seu site, tornando-o seguro, é conseguir um Certificado SSL. No geral, os próprios servidores de hospedagem te dão a possibilidade de comprar um certificado. Do contrário, existem os fornecedores de Certificado SSL, que oferecem uma explicação detalhada de como configurar o Certificado em seu site. Dessa forma, é importante dedicar um tempo para configurá-lo de forma correta e não se sujeitar a passar por uma situação em que haja o risco de acontecer alguma alteração importante do seu domínio.

Qual a diferença entre HTTP e HTTPS?

Você já compreendeu o que é HTTPS e o protocolo HTTPS e, agora, chegou o momento de saber qual a diferença entre eles.

site seguro
Quanto mais seguro for o site, mais pessoas se sentirão confortáveis em acessá-los, o que aumenta o engajamento da página. | Foto: Freepik.

 

Bom, ambas as siglas estão relacionadas com protocolos de transmissão de dados, mas a diferença é que o procedimento de ação do HTTPS, como já mencionado anteriormente, é via comunicação criptografada. Desse modo, ela impede roubos e vazamento de informações durante o processo de troca de dados. Já o HTTP, somente possibilita que o dispositivo troque informações que possuam conteúdo com o servidor. 

O grande problema com o HTTP é que algumas conexões, como o Wi-Fi, são extremamente favoráveis para que uma boa pessoa sem boas intenções, tal como um hacker, acesse o conteúdo e intercepte as informações recebidas, tornando, então, a conexão HTTP perigosa e não segura para o usuário da rede. 

É importante destacar que a utilização de uma conexão HTTPS não implica necessariamente em uma segurança absoluta de seu computador ou qualquer outro aparelho eletrônico. Mas, o que fazer nesse caso? O mais indicado é a instalação de softwares de Internet Security no seu dispositivo. 

Em todo o caso, é necessário ter muita atenção quanto a endereços eventualmente suspeitos.

Vantagens do HTTPS 

Você já está cansado de saber o que é HTTPS, então, agora, você irá saber quais são os benefícios de utilizá-los em um site. No decorrer do artigo, você verá que o emprego desse mecanismo é útil tanto para os donos dos sites, quanto para os usuários. 

Para os donos dos sites é uma oportunidade importante para constituir uma casa virtual protegida e segura e, desse modo, de grande reputação. Portanto, são aspectos fundamentais para quem quer se consolidar no universo digital. 

Além disso, saber o que é HTTPS e fazer o seu uso, pode auxiliar, inclusive, nas estratégias de SEO de seu domínio. Isso ocorre visto que a utilização desse protocolo de segurança se tornou um dos critérios dos mecanismos de busca. 

Portanto, quando você faz o emprego do HTTPS, as chances das suas páginas aparecem nas primeiras posições nos rankings dos sites de busca, como o Google, são maiores. Sendo assim, a probabilidade das taxas de acesso e conversão serem melhores do que você imagina é maior. 

Isso porque, o Google tem uma lógica simples de entender: quanto maior for o tráfego em sites protegidos e seguros, melhor é a navegação na internet. Em outras palavras, o site que não apresenta HTTPS tem um critério a menos requerido pelo Google, o que prejudica não apenas uma boa visualização no site, mas também o alcance dos posts e das vendas. 

Agora, para os usuários do site, a principal vantagem em navegar em um site que tenha HTTPS é a possibilidade de surfar em um ambiente mais seguro. Ou seja, mais proteção contra a ação de pessoas mal intencionadas que podem roubar os seus dados pessoais e da sua conta bancária. 

Afinal, é muito importante que as informações privadas que os usuários enviam para os sites – como IP do computador, CPF, telefone particular, número da conta bancário e até o endereço da própria residência – fiquem protegidos e longe de criminosos. E é justamente o protocolo HTTPS que possibilita essa segurança e sigilo. 

Com a tecnologia cada vez mais presente no nosso cotidiano, a cautela com o armazenamento e transferência de dados pela internet aumentaram no decorrer dos anos. Atualmente, um grande número de pessoas realiza alguma transação pelos meios digitais, seja o pagamento de contas ou compras on-line. 

Logo, quando alguma transferência de dados é realizada usando o HTTPS, todas as informações pessoais são criptografadas, tornando os dados confidenciais e impedindo que terceiros acessem sem consentimento. 

Dessa forma, isso assegura maior segurança e privacidade para um potencial cliente que acessa um site para comprar um produto ou solicitar um serviço, aumentando a credibilidade da empresa que vende o artigo que ele está procurando. O resultado? Uma maior confiança em seu negócio e um maior engajamento do usuário da rede.

Aposto que saber o que é HTTPS já mudou o seu dia não é mesmo?

Como colocar o HTTPS nas páginas do site?

Depois de todas essas informações sobre o que é HTTPS e afins, vamos imaginar que você já tenha um site bem estruturado e o único problema é que as páginas não detém o protocolo HTTPS. Nesse caso, agora que você já sabe o que é HTTPS e seus benefícios, o que você deve fazer?

A melhor alternativa é aplicar o denominado redirecionamento 301. Neste procedimento, você praticamente envia todo o conteúdo de uma página antiga para a página mais recente. Em outras palavras, você muda o seu endereço eletrônico de HTTP para HTTPS. Essa atribuição deve ser realizada no próprio servidor do seu site. 

Jamais, sob qualquer situação, exclua e crie novas páginas. Pois, ao fazer esse procedimento, você corre o risco de, simplesmente, perder toda a relevância que seus conteúdos já contém.

Além disso, essa ação de exclusão e criação de páginas pode prejudicar a estratégia de linkagem das páginas. Por exemplo, vamos supor que você seja o proprietário de um blog e que, em muitas de suas postagens, há links de produtos do seu e-commerce. Ao excluir as páginas da sua loja cibernética, o cliente pode ler os textos do seu blog, clicar no produto e dar de cara com uma página inexistente (mais conhecida como 404). 

Claramente ninguém quer que isso aconteça, pois a intenção é justamente melhorar a experiência do usuário em seu site e não torná-la mais difícil. 

Agora que você já sabe tudo sobre o que é HTTPS e quais as vantagens de oferecer uma navegação segura para o seu público-alvo, não perca tempo e vá em busca de tornar seu site mais protegido.

Para mais informações, acesse o Fala Content, um blog feito por universitários qualificados e capacitados de todo o país que, ao receberem as devidas orientações, produzem conteúdos significativos e eficazes em técnicas SEO e ranqueamento orgânico para o site do seu empreendimento. 

Além disso, através dos artigos do Fala Content, saiba o que é HTTPS, como indexar palavras no Google, gerar novos leads, ampliar suas vendas e assegurar que seu site esteja situado nas primeiras colocações dos mecanismos de busca para, assim, ver seus negócios indo em direção ao sucesso!